Conversa com: Irene Lucília Andrade. Dalila Teles Veras, Ana Salgueiro e Teresa Jardim
Porta33 > 12.11.2016

Solidões da Memória, sob a chancela conjunta da Alpharrabio Edições e da Dobra Editorial, encerra um conjunto de poemas inspirados nas memórias da autora: a sua primeira infância passada na Ilha da Madeira, onde nasceu e a viagem transatlântica que empreendeu com a família, rumo ao Brasil onde reside até hoje.

 


Dalila (Isabel Agrela) Teles Veras, natural do Funchal, Ilha da Madeira, Portugal, (1946), emigrou com a família para o Brasil (São Paulo, Capital), em 1957. Em 1972, radicou-se em Santo André. Publicou mais de uma dezena de livros, nos géneros poesia, crónica e o livro "Minudências", um diário do ano de 1999. Participou de inúmeras antologias no país e no exterior. Possui trabalhos (artigos, ensaios e textos literários) publicados em jornais e revistas de todo o país e do exterior.
www.dalila.telesveras.nom.br
http://dalilatelesveras.blogspot.com.br/

Irene Lucília Andrade, nome literário de Irene Lucília Mendes de Andrade, Licenciou-se em Pintura pela Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa, em 1968. Professora do Ensino Secundário, actualmente aposentada, nasceu e vive no Funchal e temporariamente em Lisboa. Trabalhou na Rádio, Posto Emissor do Funchal, entre 1962 e 1969. É autora de canções para crianças (letra) e foi colaboradora efectiva do jornal infantil A CANOA, dirigido por Maria do Carmo Rodrigues, 1969-1971. Integrou alguns livros pedagógicos: Entre outros, O Mundo da Linguagem (ASA, Porto); O Tapete Mágico (Porto Editora); Canções para Crianças (Música de Carlos Gonçalves), Lisboa Editora,1987. Participou em algumas Colectivas de Pintura, mas fez da escrita a sua expressão preferencial, sendo autora de Poesia, Romance e Crónica.

Ana Salgueiro é doutoranda em Estudos de Cultura na FCH-UCP, mestre em Literaturas Africanas de Língua Portuguesa pela FLUL e licenciada em LLM-Estudos Portugueses, por esta última faculdade. Foi bolseira FCT (2008-2011) e é investigadora no UCP-CECC e no UMa-CIERL. Tem-se ocupado do estudo das literaturas e culturas da Macaronésia Lusófona, assim como das problemáticas da mobilidade humana, cultural e textual, do exílio e das implicações culturais nos desastres naturais no mundo contemporâneo. Este trabalho tem sido apresentado em reuniões académicas internacionais, encontrando-se publicado em livros, atas e publicações periódicas especializadas, nacionais e internacionais. Ana é autora e coordenadora dos projetos multidisciplinares (Des)Memória de desastre? Cultura e perigos naturais. Madeira, um caso de estudo (CECC-UCP e CIERL.UMa. 2012-2014) e Tratuário. Percursos para a História da Cultura Madeirense (CIERL-UMa. 2014-2020). É co-autora dos livros Vozes de Cabo Verde e Angola. Quatro percursos literários (CLEPUL, 2010) e Cabral do Nascimento. Escrever o mundo por detrás de um monóculo e a partir de um farol (IA, 2015), sendo ainda co-editora da coletânea de estudo (Dis)Memory of disaster: a multidisciplinary approach (UMa-CIERL, 2016) e coordenadora editorial do Boletim do CIERL-UMa, publicação periódica de que foi autora. 

Teresa Maria Gonçalves Jardim nasceu no Funchal em Abril de 1960. É Licenciada em Artes Plásticas/Pintura e em Design de Projectação Gráfica, pelo ISAPM e ISAD/UMa. É professora de Artes Visuais na Escola Secundária Francisco Franco.
No domínio das artes plásticas, expõe individualmente desde 1984; desenvolveu também parcerias curatoriais e/ou participou, desde 1976, em mais de meia centena de exposições colectivas. Em poesia, publicou Anjos de Areia (DRAC, 1993) e Jogos Radicais, (Assírio & Alvim, 2010). Colaborou com o DN Jovem, Diário de Notícias de Lisboa, nos anos 80 do séc. XX, e integrou o Anuário de poesia da Assírio & Alvim (1986); fez parte de Resumo-a poesia em 2010 (Assírio & Alvim) e Poemário 2012 (Assírio & Alvim). Integrou o CD de poesia editado pela rádio TSF, em 1999, e a antologia 70 Poemas para Adorno (Nova Delphi), em 2015. Faz parte dos Cadernos Santiago I (2016) e integrou a Telhados de Vidro nº 21 (ed. Averno).

Dalila Teles Veras, Solidões da Memória
Dobra Editorial e Alpharrabio Edições
São Paulo, 2015
92 p. ; 12x18cm
ISBN 978-85-8282-043-8

Top