SOB A TURBULÊNCIA — um projeto de Margarida Mendes
Catarina Oliveira e Diana Policarpo
1ª Residência — Escola do Porto Santo
24 — 31 Outubro 2021
residência de Catarina Oliveira e Diana Policarpo residência de Catarina Oliveira e Diana Policarpo residência de Catarina Oliveira e Diana Policarpo residência de Catarina Oliveira e Diana Policarpo residência de Catarina Oliveira e Diana Policarpo residência de Catarina Oliveira e Diana Policarpo residência de Catarina Oliveira e Diana Policarpo

Catarina Oliveira | Diana Policarpo

Na primeira residência artística do projecto Sob a Turbulência, desenvolvida por Catarina Oliveira, Diana Policarpo e Margarida Mendes durante a última semana de Outubro de 2021 em Porto Santo, desenvolveram-se visitas de campo de estudo na ilha com o apoio de especialistas da área da botânica, biologia e vulcanologia. As artistas e curadora do projecto partiram da caminhada como um processo de investigação artística, tomando a ilha como um estúdio ao ar livre onde poderão ser observados os múltiplos anéis da geo-história na sua diversa estratigrafia geológica. Foram estudados fósseis e fragmentos das suas habitações prévias, desenvolvidos exercícios de percepção sensorial expandida, e planeadas intervenções ao ar livre. Durante este processo as artistas e curadora debateram projectos de investigação cientifica desenvolvidos na ilha e Atlântico Norte; os ciclos de toxicidade, sedimentologia, e formas de conservação ecológica; os métodos tradicionais de cultivo e utilização da flora local; bem como metodologias pedagógicas.

Os dias, repletos de visitas ao exterior, possibilitaram um estudo mais aprofundado da diversidade geológica da ilha, em que se debateu e investigou a dimensão do tempo profundo e alterações geológicas ao longo das eras, contando com o apoio do vulcanólogo João Silva, bem como uma sessão de esclarecimento sobre os usos medicinais e formas de conservação da flora dunar com a investigadora Gina Brito. Por entremeio de visitas à Duna Fóssil, Pico Branco, Fonte da Areia, Pico de Ana Ferreira e outros geo-monumentos da ilha, foram desenvolvidas propostas diárias de exercícios de escuta expandida, explorando a capacidade da nossa percepção ambiental.

Em paralelo às atividades de estudo e mapeamento da ilha, cada artista desenvolveu também a sua pesquisa pessoal. Catarina Oliveira e Diana Policarpo estudaram a biodiversidade e usos da flora local, tomando em atenção as propriedades de cura e a tinturaria natural. Fizeram-se sessões de desenho ao ar livre para preparação de tecidos de tinturaria, e filmagens da infraestrutura fabril dedicada ao crescimento de algas. Margarida Mendes aprofundou as suas leituras sobre a obra da ecologista Rachel Carson, em particular tomando atenção aos ciclos da sedimentologia e relações de ancestralidade oceânica.

Sob a Turbulência é um projecto educacional de pesquisa coletiva que parte de um conjunto de apresentações e residências artísticas, desenvolvendo uma reflexão sobre o cruzamento do pensamento oceânico e as artes visuais. O mesmo ampliará as práticas de cada interveniente em formatos que envolvem a ecologia e a pedagogia, numa série de workshops com as comunidades da ilha. O material compilado nas residências de pesquisa e durante o processo de experimentação pedagógica, resultará numa exposição colectiva a tomar lugar em 2023.